Artigo publicado no Jornal de Notícias (RJ) em 24/10/1964.

“Defendendo seu filho, o governador Mauro Borges, o senador Pedro Ludovico desmentiu ontem as informações do gabinete do general Riograndino Kruel, que define como “militar linha dura”, sobre a rede de espionagem internacional em Goiás, afirmando que ‘o chefe do Executivo goiano conseguiu provas irrefutáveis de que inúmeros presos sofreram barbaras torturas, entre os quais os srs Paulo Gutko e João Batista Zacariotti, que, para se verem livres das violências, resolveram assinar as confissões que seus algozes desejassem’.”