Artigo publicado no Jornal de Notícias (GO) em 28/05/1958.

“Defrontando com o lucro fácil, seja no setor econômico ou psicológico, o homem fica cego e agride criminosamente seus semelhantes. As mais estúpidas injustiças se lhe figurarão a apoteose da justiça e do direito.”