Artigo publicado no Jornal de Notícias (GO) em 31/03/1957.

“Queremos compreensão e não compreendemos; queremos amor e não amamos; queremos ser servidos e não servimos; queremos luz e distribuímos trevas; queremos alegria e distribuímos tristeza; queremos subordinar o universal ao individual o todo à parte, no mais abominável conflito entre o egocentrismo humano e o cosmocentrismo divino.”