Artigo publicado no Jornal de Notícias (GO) em 09/12/1956.

“Como se vê é de alarmar o perigo que todos corremos, diante da obstinada ignorância dos homens que, não obstante tudo isso, insistem nas experiências atômicas.”