Artigo publicado no Jornal de Notícias (GO) em 18/05/1958.

“Não registramos o CALAR da natureza. Estamos seduzidos pelo FALAR dos homens.”